Arco-Iris Lacustre



















Nome Popular: Arco-íris Lacustre
Nome Científico: Melanotaenia lacustris
Família: Melanotenídeos
Habitat: Nova Guiné
pH: 6.8 a 8.0
Temperatura: 21º a 26ºC
Dureza: 10º a 18º gH
Tamanho Máximo: 12cm
Sociabilidade: Grupo
Agressividade: Pacífico
Manutenção: Fácil
Zona do Aquário: Meio
Aquário Mínimo: 80L
Alimentação: Rações em flocos , artêmias e outros alimentos vivos
Características Espécie endêmica do lago Kutubu e dos rios Soro e Kikori, en Papua-Nova Guiné.Atualmente incluída no Livro Vermelho de espécies em extinção.Apresenta corpo ovóide e comprimido lateralmente, coberto por grandes escamas.Cabeça, muito pequena em relação ao corpo. Pode apresentar diferentes padrões de cor, sempre baseados no verde e no azul. Quando estão no período reprodutivo, a nuca apresenta uma coloração dourada ou laranja brilhante.Os machos são maiores,mais coloridos e apresentam a nadadeira dorsal maior.São pacíficos , de nado rápido e nervoso ,podendo viver até 5 anos.
Reprodução: São peixes fáceis de reproduzir , podendo-se retirar os pais do aquário ou mesmo retirar as plantas onde houve a postura para se obter um índice de sucesso maior.
Depois de instalado o casal, devem ser colocadas plantas de folhas finas que cheguem à superfície (tipo ceratopteris, cabombas, myriophyllum, ambulias...) ou “mops” sintéticas que venham à substituí-las.O macho persegue a fêmea com insistência por todo o aquário, mostrando suas melhores e mais intensas cores.O casal se funde em abraço, flanco com flanco, junto às plantas. O contato, em que o macho se dobra sobre a fêmea, dura apenas uns segundos, mas durante esse lapso a fêmea libera os ovos translúcidos e o macho cobre-os com seu esperma.A postura pode durar várias horas e é parecida com a dos killis.Os ovos são semi-adesivos e ficam pregados nas plantas , nos vidros e no substrato por meio de filamentos curtos.
Os alevinos são muito pequenos ao nascer, mas após reabsorverem o saco vitelino são capazes de alimentar-se de infusórios e náuplios de artêmia.

0 comentários:

Postar um comentário